guabi620

consulta ID3

App CBH

A emoção tomou conta do brasileiro Marcelo Alexandre da Silva nesta sexta-feira, 2 de julho, em Pompadour, na França. Cavaleiro de Adestramento - a mais clássica das modalidades do Hipismo - e em seu 4º Grand Prix montando Signo dos Pinhais, ele conquistou o 2º e definitivo índice que o coloca como candidato a ocupar uma vaga na inédita equipe de Adestramento que representará o Brasil nos Jogos Equestres Mundiais de Kentucky, Estados Unidos, em setembro.

Marcelo e seu lusitano Ventus dos Pinhais, um conjunto em franca ascensão, grava seu segundo índice técnico para os Jogos Equestres Mundiais em Kentucky (EUA)

No Grand Prix do CDI3* “Pompadour Dressage Horses Collection” a juíza canadense Cara Whitham avaliou em 64,681% o desempenho do brasileiro. O índice mínimo é de 64% em nota atribuída por juiz de nível olímpico. Se confirmado no time, Marcelo Alexandre será o único a montar um cavalo nascido no Brasil. O Puro Sangue Lusitano Signo dos Pinhais é de criação da Coudelaria Alegria dos Pinhais, de Itapetininga (SP), propriedade de Luiz Ermírio de Moraes.

Thaisa Tavares de Almeida montando o também Lusitano Riopele também buscava o 2º índice no Grand Prix do CDI3* de Pompadour, mas não conseguiu e segue em competições pela Europa.

A competição contou com participação de 35 competidores de 14 países.

A inédita Equipe de Adestramento no Mundial

Realizados a cada quatro anos e em  sua 6ª edição, os Jogos Equestres Mundiais serão realizados pela primeira vez fora da Europa. A competição, que estreou em Estocolmo, Suécia, em 1990, vai reunir este ano cerca de mil atletas de mais de 60 países competindo em oito diferentes modalidades.

O evento acontece entre 25 de setembro e 10 de outubro em Lexington, Kentucky, nos Estados Unidos, com público de 800 mil pessoas e transmissão para outras 500 milhões em todo o mundo, inclusive para o Brasil pelo Canal Rural.

O Brasil marca presença nos Jogos Equestres Mundiais desde 1990, mas pela primeira vez o País será representado com equipes em sete das oito modalidades. O Adestramento, que só teve uma única amazona nos Jogos de Jerez de La Frontera, Espanha, em 2002, chega aos Estados Unidos como equipe.

No Adestramento, já conquistaram dois ou mais índices os atletas olímpicos Luiza Tavares de Almeida e Rogério Silva Clementino que montam, respectivamente, Samba e Portugal, animais da raça Lusitana, a amazona mineira radicada na Europa Renata Costa Rabello montando o Sela Holandês Ludewig G e Marcelo Alexandre da Silva com o também Lusitano Signo dos Pinhais.

 

Fonte: Imprensa CBH - Rute Araújo

    novo logo cob 75                              52486598 2004012323016475 4886399187605782528 n              seloLeiIncentivoVertical 72

CBH - Site Oficial da Confederação Brasileira de Hipismo -
Rua Sete de Setembro, 81 - Ed. Moscoso Castro, 3º andar - CEP: 20050-005 Rio de Janeiro (RJ) - Tel: (21) 2277-9150

Horário de Funcionamento: 08:00 às 17:00 hrs - Seg. à Sex.

© Copyright 2010 - 2017 | Todos os direitos reservados | Produzido por  Magoo Digital