Adestramento

superior hipismo 2

QUIZ CBH

ID CBH 4

A 2ª qualificativa individual e final por equipes acontece nessa 2ª, 23, e os 20 melhores conjuntos vão para a Final individual na 4ª, 25. Ao todo o adestramento brasileiro detêm seis bronzes na história dos Jogos, cinco por equipes e uma individual e vem com tudo na briga pelo pódio.

Nesse domingo, 22/10, o Time Brasil de Adestramento no Pan-americano Santiago 2023 na Escola de Equitação do Exército em Quillota, região de Valparaiso, sede do hipismo nos Jogos, cumpriu sua missão na 1ª qualificativa individual e por equipes e vem quente em busca da medalha por equipes e pódio individual.

Fechando a rodada das equipes e último na ordem de entrada, o cavaleiro olímpico João Victor Macari Oliva, que disputa seu terciero Pan, montando Feel Good VO garantiu o 1º posto na parcial individual com índice de 76,578%, superando demais 35 concorrentes. "Vim com meu segundo cavalo, já que a minha montaria principal teve um problema veterinário. Monto o Feel Good VO desde a doma, então nosso resultado hoje é um motivo a mais de satisfação", destacou João, 27, que também comentou sua liderança individual. "Dei o meu melhor, então se alguém me superar nas outras provas é porque foi melhor também. Vamos seguir focados, ainda tem muita disputa pela frente."

joaovictor2210

João Victor e Feel Good VO executando um piaffe: melhor conjunto individual no 1º dia de competilção

O segundo melhor conjunto foi Renderson de Oliveira montando Fogoso Campline, 3º brasileiro em pista, que fechou com 75,304%, garantindo o 3º posto na classificação individual parcial. Muito emocionado Renderson, 31, comentou seu resultado. "Eu estava focado para fazer minha melhor apresentação do ano aqui no Pan e deu certo", disse o cavaleiro, que estreou em GPs em fevereiro de 2023. "O Fogoso é um cavalo maravilhoso, olímpico e consegui corresponder à altura dele", acrescentou o Renderson. Fogoso Campline foi 16º em Tokyo 2020+1 com o cavaleiro português Rodrigo Torres.

renderson2210

Renderson e Fogoso Campline: melhor resutlado da carreira e 3º lugar individual parcial

Já Manuel Rodrigues Tavares de Almeida com Rosa Belle, 2º dos quatro conjuntos brasileiros, também foi muito bem totalizando 69,369%, 13º na classificação geral. Rosa Belle está sob a sela do cavaleiro há apenas quatro meses e vem em franca ascensão. "Estou feliz com a prova, temos alguns pontos a melhorar. Ela chegou há pouco da tempo da Europa e ainda falta ganhar mais massa muscular. Infelizmente, devido a uma das notas não alcançamos o índice olímpico. Mas dei o meu melhor e a égua também, então estou feliz."

manuel2210

Manuel e Bella Rose: conjunto em franca ascensão

Quem abriu as apresentações da equipe brasileira foi Paulo Cesar dos Santos com Fidel da Sasa JE, dupla campeã sul-americana 2022, que fechou com 67,804, 19º colocado, ficando um pouco abaixo do esperado devido a alguns problemas em movimentos importantes com peso 2. "A estreia não foi como eu planejei, também em relação aos nossos treinos essa semana. Mas somos uma equipe e amanhã quero somar e correr atrás do resultado."

paulocesar2210

Paulo Cesar e Fidel da Sasa em alto perfeito

Regras do jogo

Vale lembrar que a disputa no Adestramento acontece dois níveis: Big Tour com as reprises (provas) Grand Prix e Grand Prix Special e Freestyle Grand Prix e Small Tour, reprises St Georges, Intermediate I e Freestyle Intermediate I - possibilidade que permite uma maior participação de equipes. Os conjuntos do Big Tour têm direito a 3% a mais em suas notas finais, considerando o maior grau de dificuldade. A mesma série também é válida como qualificativa olímpica.

Na disputa por equipes, o Brasil ocupa o 2º posto totalizando 221,151% (conforme a regra com descarte do pior resultado). Os EUA ocupam vem em 1º lugar com 224,338% e o Canadá , em 3º, 214,277%. Ao todo são sete as equipes concorrendo ao pódio.

Lembrando que os medalhistas de ouro e prata garantem a vaga de seus países para Paris 2024 (desde que com três diferentes conjuntos tecnicamente qualificados). Os EUA já estão qualificados para os Jogos Olímpicos, por terem ficado em 6º lugar no Mundial 2022. Para garantir a vaga em Paris 2023, os respectivos países também precisam contar com três conjuntos tecnicamente habilitados (dois índices técnicos) até 31/12/2023.

comemoracao2210

Comemoração nas equipes de apoio e torcida brasileira após o último conjunto brasileiro

Tanto João Victor como Renderson já têm índice técnico olímpico com suas respectivas montarias e nesse domingo, 22, Manuel montando Rosa Belle bateu na trave, pois mesmo registrando três notas superiores a 67% (índice olímpico mínimo), inclusive com juiz olímpico 5*, e ao final, devido à nota de um dos juizes bastante abaixo das demais não fechou com a nota mínima final de 67% na classificação geral.

Histórico brasileiro na competição

A primeira medalha por equipes foi comemorada no Pan de 1975 no México. Oito anos depois veio a segunda medalha novamente por equipes em Caracas 1983, ocasião em que Orlando Facada montando Premiado foi bronze individual, feito que permanece inédito até hoje.

Após um hiato de 24 anos, no Pan Rio 2007, o Time Brasil garantiu o terceiro bronze. O quarto e o quinto bronze por equipes foram conquistados nas duas últimas edições do Pan em Toronto 2015 e Lima 2019.

Acompanhe o placar

Imprensa CBH Carola May com Rute Araújo; imgs: Luis Ruas / CBH

 

    novo logo cob 75                              sec esporte 2              seloLeiIncentivoVertical 72           EUw1EH7X0AE6DBv          institutoethos               pactopeloesporte                 2020110351982001605034774

CBH - Site Oficial da Confederação Brasileira de Hipismo -
Rua Sete de Setembro, 81 - Ed. Moscoso Castro, 3º andar - CEP: 20050-005 Rio de Janeiro (RJ) - Tel: (21) 2277-9150

Horário de Funcionamento: 08:00 às 18:00 hrs - Seg. à Sex.

© Copyright 2010 - 2017 | Todos os direitos reservados.