superior covid19 2

QUIZ CBH

ID CBH 4

Confirmando seu favoritismo, o brasileiro Rodolpho Riskalla, habilitado para os Jogos Paralímpicos de Tóquio no Adestramento Paraequestre, voltou a vencer Concurso Internacional CPEDI3* Al Shaqab, em Doha no Catar, nessa sexta-feira, 26/2. Montando Don Henrico, Rodolpho - que também venceu a primeira prova em 25/2 - registrou nada menos que 77,114% de aproveitamento garantindo mais um 1º lugar na fantástica arena Al Shaqab, que em paralelo também está sediando Concurso de Salto 5* e Adestramento Clássico 5*. A 2ª colocação na disputa foi do cavaleiro holandês Neel Schakel montando Edison com 73,414% de aproveitamento.

rodolpho2 instrides2602 650

Rodolpho e Don Henrico: duas vitórias em Doha até o momento; img: in2strides 


"Hoje também fomos super bem. Tive só um errinho de comunicação com meu cavalo em uma transição, mas fomos muito bem de resto. Teve um juiz o alemão Marco Orsini, que estará no juri na Paralímpiada, que deu 80%, inclusive com uma nota 10."

Não é de hoje que Rodolpho - dono de medalhas de prata no Mundial 2018 na modalidade Paraequestre - vence no Internacional Al Shaqab, em Doha. Tanto em 2019 e 2020, o cavaleiro faturou a 1ª colocação nas três provas que disputou.

Trajetória ímpar - Rodolpho, hoje com 37 anos, pratica adestramento desde a infância e aderiu ao adestramento paraequestre no início de 2016 seis meses após a perda da parte inferior das duas pernas, a mão direita e dedo da mão esquerda em decorrência de uma meningite. Menos de um ano depois defendeu o país nos Jogos Paralímpicos Rio 2016 e, em 2018, foi o melhor brasileiro nos Jogos Equestres Mundiais 2018 nos EUA conquistando duas medalhas de prata no adestramento paraquestre.

O cavaleiro reside na França há cerca de 10 anos e recém mudou para Alemanha, onde conta com três cavalos a sua disposição. Além do adestramento paraquestre, Rodolpho também compete com sucesso em provas de adestramento. Don Henrico, sua montaria na competição esse final de semana em Doha, é de propriedade da ex-amazona olímpica alemã Ann Katrin Lisenhof.

No Adestramento Paraquestre as disputas são divididas em cinco graus - I,II,III,IV e V - grau de dificuldade crescente de acordo com a avaliação / classificação funcional da deficiência do atleta. Além de Rodolpho, o cavaleiro Sergio Oliva, residente no Brasil, também está qualificado para Jogos Paralímpicos, entre 24/8 e 5/9, em Tóquio.

Resultado completo. 

 

Imprensa CBH ; img: @in2strides 

 

    novo logo cob 75                              52486598 2004012323016475 4886399187605782528 n              seloLeiIncentivoVertical 72

CBH - Site Oficial da Confederação Brasileira de Hipismo -
Rua Sete de Setembro, 81 - Ed. Moscoso Castro, 3º andar - CEP: 20050-005 Rio de Janeiro (RJ) - Tel: (21) 2277-9150

Horário de Funcionamento: 08:00 às 18:00 hrs - Seg. à Sex.

© Copyright 2010 - 2017 | Todos os direitos reservados | Produzido por  Magoo Digital