superior covid19 2

QUIZ CBH

ID CBH 4

Dando sequencia em sua busca de uma vaga no Time Brasil de Conurso Completo de Equitação nos Jogos Olímpicos de Tóquio, o cavaleiro brasileiro Nilson Moreira da Silva voltou a registrar índice olímpico com Rock Phanton, um irlandês de 10 anos, no Internacional 4* curto CCI4*S no Aiken Horse Park na Carolina do Sul (EUA), em 26 e 27/3. Nilson e Rock Phantom registraram -30,80 pontos no Adestramento, duas faltas no Salto e percurso zerado no cross e 5,20 pontos por ultrapassar a faixa de tempo fechando com 44 pontos perdidos na 12ª colocação.

nilson550 2703

Nilson e Rock Phantom, principal aposta do cavaleiro para os Jogos Olímpicos 

Candidatos a uma vaga no Time Brasil de Concurso Completo nos Jogos Olímpicos de Tóquio podem registrar índices técnicos entre 1 de janeiro de 2019 e 21 junho de 2021: em um CCI 5*-Longo ou um índice técnico em CCI 4*-Longo e um em CCI4* Curto. Para obter índice técnico é preciso registrar o mínimo de 55% no adestramento, zerar ou 11 pontos nos obstáculos, não mais que 75 segundos de excesso tempo (100 segundos em CCI5*L) e no salto não mais que 16 pontos perdidos.

 Nilson e Rock Phantom no CCI4* Curto em Aiken

Nilson, cavaleiro que integrou o Time Brasil no Mundial 2018 e foi reserva na Rio 2016, e Rock Phantom também registraram índice olímpico em 14/3 no CCI4* Curto Red Hills International na Flórida e anteriormente no 15/11/2020 no Concurso Completo Internacional CCI4* Longo, em Tryon, na Carolina do Norte (EUA). Montando o experiente Magnum´s Martini, 17 anos, Nilson também voltou a registrar um índice técnico CCI4* Curto em Red Hills. Mas com Magnum´s Martini, Nilson ainda precisa confirmar o índice um Internacional 4* ou 5* longo, mesma condição de sua montaria Cash, de 13 anos.

"Eu montei quatro cavalos em Aiken, dois na série 4* e dois na 2*. Com o Rock Phantom, terminei em 12º lugar. Fizemos uma prova super tranquila, fomos super bem no Adestramento, duas faltas no Salto, poderia ter um pouco melhor e zeramos o Cross. Com o Magnus Martini fiz só o Adestramento e Salto e minha intenção já era não colocá-lo na prova do Cross, pois ele está bem e já fez a prova nesse local três vezes sempre super bem. Pelo fato dele já ter 17 anos, estou guardando ele um pouco para fazer o Kentucky 5* daqui a quatro semanas", destacou Nilson.

"Também fiquei satisfeito com o desempenho dos meus cavalos na série 2*. Estou animado para seguir o calendário e se Deus quiser e eu for convocado representar o Brasil nas Olimpíadas. Trabalhando duro que a gente vai evoluindo para representar o Brasil da melhor forma possível. Agradeço a CBH e a todos que torcem por mim", finalizou o cavaleiro.

Brasileiros qualificados com índice olímpico

Até o momento Rafael Losano, em atividade na Inglaterra, Nilson Moreira Leite, radicado nos EUA, Marcio Appel estão tecnicamente qualificados para os Jogos. Marcelo Tosi, atualmente morando no Brasil, com Genfly, Carlos Parro com Goliath e Ruy Fonseca Filho com Ballypatrick SRS tem um índice. Vale lembrar que os Internacionais na Europa estão temporariamente suspensos até 11/4, conforme determinação da Federação Equestre Internacional, para contenção de uma nova cepa herpes vírus equino E-HV1 (forma neurológica).

Imprensa CBH - img cedida

 

    novo logo cob 75                              52486598 2004012323016475 4886399187605782528 n              seloLeiIncentivoVertical 72

CBH - Site Oficial da Confederação Brasileira de Hipismo -
Rua Sete de Setembro, 81 - Ed. Moscoso Castro, 3º andar - CEP: 20050-005 Rio de Janeiro (RJ) - Tel: (21) 2277-9150

Horário de Funcionamento: 08:00 às 18:00 hrs - Seg. à Sex.

© Copyright 2010 - 2017 | Todos os direitos reservados | Produzido por  Magoo Digital