superior hipismo 2

QUIZ CBH

ID CBH 4

O Campeonato Brasileiro Paradestramento 2022, entre 18 e 21/11, na Sociedade Hípica Paulista foi marcado pela boa participação com medalhistas paralímpicos, cavaleiros e amazonas premiados e novatos no picadeiro. No primeiro dos três dias de competição largaram 19 conjuntos, entre os quais, seis com média igual ou acima de 61% habilitaram-se para o Freestyle, movimentos obrigatórios em sequencia livre com música, que encerrou a Brasileiro (categorias principais) no domingo, 20/11.

confraternizacao2111 650

Flash de confraternização ao final da cerimônia de premiação do Brasileiro de Adestramento 2022 

Antes da premiação o destaque foi a apresentação do medalhista paralímpico e vice-campeão mundial Rodolpho Riskalla que veio prestigiar a competição e, de improviso, montou Biso das Lezírias, de propriedade de Barbara Laffranchi que acaba de chegar do Sul-americano de Adestramento, dando um show no picadeiro.

rodolpho2011 6

Rodolpho e Biso das Lezíras deram show no picadeiro

Estiveram em jogo, cinco títulos - grau I, II, III, IV e V (maior ao menor grau de comprometimento físico) - nas categorias principal e novatos, que tiveram sua série definida no sábado, 22/11. O juri foi formado pelo português Carlos Lopes, juiz internacional 5*, pioneiro da modalidade e agora também consultor da CBH, ao lado de Claudia Mesquita, Sandra Smith de Oliveira Martins, Arnaldo Conde Filho e Syllas Jadach Oliveira Martins.

claudiane rodolpho2011 6

Rodolpho, que recém passou a integrar o Comitê Paradestramento da FEI ao lado da diretora Claudiane Pasquali

Durante toda a competição as atividades foram intensas as atividades com curso para treinadores a cargo de Carlos Lopes, curso de classificação funcional com a noruguesa Elisabeth Trille e dois dias de avaliação física no setor de Ciência do Esporte no centro de treinamento do Comitê Paralímpico Brasileiro em São Paulo. Claudiane Crisóstomo Pasquali, diretora Paraequestre da CBH, não está medindo esforços para promover o Paradestramento visando Paris 2024 e ainda, em paralelo, forte empenho pelo crescimento das modalidades paraequestres nos mais diversos Estados.

barbara sergio escadron2011 6

Barbara Laffranchi e Sergio Oliva com o craque das pistas de Salto Escadron, que deu show no Brasileiro de Paradestramento, sendo elito melhor cavalo do concurso

"O Campeonato Brasileiro foi muito positivo, com experientes e novos atletas que fizeram bonito no picadeiro. Vamos fazer diversos Internacionais CPEDIs no Brasil em 2022 e 2023 e também iremos competir no Exterior visando a formação da nossa equipe em Paris 2024", coloca Claudiane, que também está envolvida no fomento do paraenduro e outras modalidades paraequestres. "Queremos que cada vez mais atletas tenham a oportunidade de conhecer e praticar os esportes paraequestres. Para tanto, também vamos visitar diversos centros do Comitê Paralímpico em diferentes Estados para que tenham material e possam apresentar mais uma opção de prática esportiva aos atletas."

grauII dia1 2011

Premiação 1ª prova grau II: Marcos Fernandes Alves, 1º, com Tatiane Gutierrez, secretaria geral CBH, Andreia Oliveira, em 2º, ao lado da juiza Claudia Mesquita e Luiz Felipe Menin, 3º, ladeado pela juiza Sandra Smith 

Os pódios da categoria Principal foram estrelados. O brasiliense Sérgio Oliva, dono de dois bronzes na Rio 2016, top 10 em Tokyo 2020+1 e colecionador de títulos brasileiros, mundiais e internacionais, foi campeão brasileiro Grau I com Escadron van Koekshof, emprestado de última hora por Barbara Laffranchi, vice-presidente da CBH, e sua filha Kika Laffranchi ao cavaleiro.

sergio 1811

Montando Escadron, Sergio faturou mais um título brasileiro em sua coleção

"Quero agradecer à Confederação Brasileira de Hipismo pelo excelente Campeonato Brasileiro de Paradestramento (...) e a todos os outros envolvidos por terem me ajudado a conquistar mais esse sonho. Obrigado Barbara e Kika Laffranchi e Tiago Schietti pelo empréstimo do excelente cavalo Escadron que levou o título de melhor cavalo do Campeonato Brasileiro Paraequestre 2022 e por ter me permitido montar esses 10 dias e conseguir o título nacional", destaca o medalhista paralímpico Sérgio.

sergiopremiacao2011

Sergio Oliva com juiz Arnaldo Conde Filho, sua mãe Maria José e Claudiane Pasquali

Já Marcos Fernandes Alves, o Joca, que faturou dois bronzes em Pequim 2018, voltou a montar após um hiato de três anos e a menos de um mês da competição com sua nova montaria Black. O premiado ginete brasiliense, que também é bem-sucedido treinador de salto e adestramento, faturou o título grau II. "Um campeonato pra mostrar a mim mesmo que eu posso. Muito obrigado Senhor, por ter tido essa oportunidade: se vou voltar de vez não sei, o mais importante é que eu posso, ainda consigo", destacou Joca, em sua rede social,

joca2011 6

 Montando Black, Joca retornou ao picadeiro com três vitórias e o título brasileiro

joca digao fefo650

Joca com o amigo Guião e Fernando Sperb, presidente da CBH

No Grau III, a jovem amazona da casa Mel Carvalho da Rocha Camargo com Violão CB, dupla que em 2021 fez sua estreia com vitória na categoria novatos, foi a grande campeã.

mel2011 6

Mel com seu Violão CB

No Grau IV, Rodolfo Luis Bertassoli Lucas com Africano dos Pinhais, por São Paulo, garantiu o tricampeonato brasileiro.

rodolfo lucas2011

Rodolfo e Africano dos Pinhais

Finalmente, no Grau V, o premiado ginete Thiago Fonseca dos Santos, integrante do Time Brasil no Mundial 2002, levou Invulgar VO, também cedido por Barbara Laffranchi, à vitória no Brasileiro e, de quebra, foi vice com Calsican JMen I.

thiago invulgar vo 2011

Tiago e Invulgar VO

Na categoria Novatos, cujo placar foi definido no sábado, 19,  são três os campeões: Grau I, Cleberson Leopoldino Antunes com Danubio do Paraná, Grau III, Lucas Barreto Somera montando Danubio também pelo Paraná e no Grau V: Gabriel Augusto Claro, campeão com Scooby-Doo Tok (IA) e vice com Gaia AS.

cleberson1811 6

Cleberson e Danúbio

lucas barreto2011 6

Lucas com Danubio

E, de fato, o destaque entre os novatos foi Gabriel, 31, campeão brasileiro do paratambor, que fez uma brilhante estreia no Adestramento. "Primeiro agradeço a Deuspor sempre estar mostrando pra mim que nada é impossível e permitir que eu possa estar sempre realizando meus sonhos", destacou Gabriel, em sua rede social.

gabriel claro2011 6

O campeão brasileiro de Paratambor Gabriel Claro e Scooby-Doo Tok estreou no Paradestramento com vitória no Grau V Novatos

"Andrea Kober, minha treinadora, eu não tenho nem palavras pra agradecer o que fez e tem feito por mim, por se doar e passar todo seu conhecimento e experiência, em tão pouco tempo conseguimos alcançar nossos objetivos", emendou o cavaleiro agora campeão brasileiro de paratambor e paradestramento. "Obrigado também as proprietárias dos cavalos Gaia AS, Vivian Sati, e Scooby-Doo Toc, Camila Ferro Fuchs por confiarem em minha montaria."

Grau I Principal

sergiopremiacao2011

Campeão Sergio Froes Ribeiro de Oliva / Escadron van Koekshof - FHBR - 68,429%

Grau II Principal

jocaprem2011

Campeão Marcos Fernandes Alves / Black - FHBr - 66,772%

Grau III Principal

melprem2011

Campeã Mel Carvalho da Rocha Camargo / Violão CB - FPH - 63,420%

Grau IV Principal

rodolfolucas2011

Campeão Rodolfo Luis Bertassoli Lucas / Africano dos Pinhais - FPH - 60,725%


Grau V Principal

fonseca2011 6

Campeão Thiago Fonseca dos Santos / Invulgar VO - FHBr - 65,233%

Grau I Novatos

cleberson2011

Campeão Cleberson Leopoldino Antunes / Danubio - FPRH - 58,334%

Grau III Novatos (aguarde)

Campeão Lucas Barreto Somera / Danubio - FPrH - 45,625%

Grau V Novatos

gabriel faixa2011
Campeão Gabriel Augusto Claro / Scooby-Doo Tok (IA) - FPH - 64,167%

 

Imprensa e fotos: CBH

    novo logo cob 75                              sec esporte 2              seloLeiIncentivoVertical 72           EUw1EH7X0AE6DBv          institutoethos               pactopeloesporte               horsepilot 

  2020110351982001605034774

CBH - Site Oficial da Confederação Brasileira de Hipismo -
Rua Sete de Setembro, 81 - Ed. Moscoso Castro, 3º andar - CEP: 20050-005 Rio de Janeiro (RJ) - Tel: (21) 2277-9150

Horário de Funcionamento: 08:00 às 18:00 hrs - Seg. à Sex.

© Copyright 2010 - 2017 | Todos os direitos reservados | Produzido por  Magoo Digital