Paraequestre

superior hipismo 2

QUIZ CBH

ID CBH 4

Ainda antes do Mundial 2022 em Herning na Dinamarca, a Federação Equestre Internacional homenageou o craque Don Henrico, em uma matéria especial "Cavalo do Mês", garanhão hannoverano de 19 anos , montaria de Rodolpho Riskalla com aposentadora programada e merecidamente confirmada após a competição.

henricoherning arq0209

Don Henrico, com Rodolpho Riskalla, e sua irmã Victoria Riskalla, após a conquista de mais dois bronzes no Mundial 2022, na Dinamarca; img: Luis Ruas 

Rodolpho Riskalla montou "Dondon", de propriedade da ex-amazona olímpica Ann Katrin Lisenhof, nos últimos cinco anos e a hora de sua aposentaria chegou com direito a mais dois bronzes no Mundial 2022, que se somam à prata em Tóquio 2020+1 e duas pratas no Mundial 2018 no Tryon, além, é claro, de diversas outras conquistas internacionais como o tetra no Internacional de Doha 2019/2020/2021/2022.

rodolpho tokyo arqu0209

Rodolpho e Don Henrico comemorando a medalha de prata na Paralimpíada de Toquio 2020+1; img: CPB - Wander Roberto

"Ainda não sabemos onde ele ficará efetivamente apostentado. Estamos pensando em trazê-lo para o Brasil, onde teria mais espaço para curtir a vida com direito a um amplo piquete", destacou Rodolpho, que reside na Alemanha e, após o Mundial 2022, veio a São Paulo, sua cidade natal.

 rodolpho fefo2608

Rodolpho faz questão de "ceder" sua medalha a Fernando Sperb, presidente da CBH, em flash no Indoor 2022 na Sociedade Hípica Paulista; img: Osmar Rogério 

Na fase final de preparação para o Mundial, a partir de junho, Don Hernico foi para as cocheiras da amazona olímpica Helen Langehanenberg, que também ajudou nos preparativos finais e, em Herning, o time voltou a se completar com Holga Finken, habitual treinador da dupla, sempre com todo o apoio da treinadora Rosangele, mãe do cavaleiro e de sua irmã Victoria Riskalla, que não mede esforços no cuidado com Don Henrico no dia a dia e em todas viagens internacionais.

Riskalla, acometido por uma meningite bacteriana em 2015 quando perdeu a parte inferior das pernas, os dedos da mão direita e parte dos dedos da mão esquerda , se tornou cavaleiro paraequestre em 2016 quando competiu na Olimpíada do Rio e um ano depois, graças a Ann-Kathrin Linsenhoff, passou a contar com o Don Henrico, criação do Gestut Schafhof, centro de treinamento e competição de cavalos de adestramento de elite na Alemanha.

donhenrico4 acervo650

Rodolpho nos bastidores na cocheiras com Don Henrico, seu parceiro de uma vida e conquistas; img: acervo pessoal

“Desde que Don Henrico chegou para mim em 2016 se tornou parte da nossa família e graças à confiança, ajuda e generosidade de Ann-Kathrin Linsenhoff e seu genro Klaus Martin Rath, alcançamos muito sonhos e nós buscamos dar a Don Henrico a melhor vida que ele merece!"

don henrico rosangele victoria arq0209

 

Rosangele e Victoria com o belo Don Henrico: registro em família no Mundial 2022; img: Luis Ruas

Don Henrico tem uma grande personalidade e presença impressionante. “Ele sabe que é o chefe! Nas cocheiras, mesmo sabendo que é um garanhão muito educado, é preciso tomar cuidado. Ele pode ficar excitado com os outros cavalos e mostrar o quão bonito é", revela Rodolpho. “Montá-lo é a mesma coisa. O Don Henrico é muito sensitivo e emotivo, nós conhecemos muito bem e aprendemos a confiar um ao outro. Ele ama competir e ter todas as atenções voltadas si, especialmente, também nas cocheiras. A gente passa muito tempo juntos, sempre com muita troca de carinho", revela Rodolpho.

donhenrico3 acervo650

Sintonia, parceria e muito amor

Além de competir no Adestramento Paraequestre, Rodolpho também disputa provas de igual para igual no Adestramento Clásssico, ou seja, com pessoas sem deficência. Ao mesmo tempo, profissionalmente, Rodolpho trabalha para a Dior, na programação artistica da casa de moda francesa.

Se para a FEI, Don Henrico foi considerado o "o cavalo do mês", certamente para Rodolpho e sua família ele é o cavalo de uma vida. “O cuidado e treinamento com minha mãe Rosangele e minha irmã Victoria é fundamental para tudo que alcançamos e felicidade de Don Henrico. Ele sabe que o amamos, independente de resultados no picadeiro", garante Rodolpho, que agora busca novos cavalos visando os Jogos de Paris 2024.

podio1408 rodolpho lc6

Rodolpho na conquista do 2º bronze no Mundial 2022 em 14 de agosto; img: Luis Ruas 

"Agora com a aposentadoria do Don Henrico, estou em busca cavalos e patrocinadores, especialmente no ciclo até Paris 2024. Ainda quero conquistar uma medalha de ouro", destaca o mais premiado ginete brasileiro no Adestramento Paraequestre e que foi o melhor brasileiro nos dois últimos Mundiais e também em Tóquio.

rodolphomissaocumprida1408

Missão cumprida para Rodolpho e Don Henrico no encerramento da carreira da dupla em Herning 2022 sob aplausos da delegação brasileira; img: Luis Ruas

Imprensa CBH com infos FEI Katie Roebuck; imagens: Luis Ruas (CBH), Liz Gregg (FEI) e Rodolpho Riskalla (cedida) e Osmar Rogério 

    novo logo cob 75                              sec esporte 2              seloLeiIncentivoVertical 72           EUw1EH7X0AE6DBv          institutoethos               pactopeloesporte               horsepilot 

  2020110351982001605034774

CBH - Site Oficial da Confederação Brasileira de Hipismo -
Rua Sete de Setembro, 81 - Ed. Moscoso Castro, 3º andar - CEP: 20050-005 Rio de Janeiro (RJ) - Tel: (21) 2277-9150

Horário de Funcionamento: 08:00 às 18:00 hrs - Seg. à Sex.

© Copyright 2010 - 2017 | Todos os direitos reservados | Produzido por  Magoo Digital